skip to Main Content

Misturar Bebidas Causa Piores Ressacas?

Existem vários mitos relativamente à melhor forma de beber álcool para evitar ou minimizar uma ressaca.

Mas, serão alguns destes mitos verdade?

É verdade que misturar vinho e cerveja piora a ressaca? É verdade que não podemos misturar bebidas diferentes?
Há as evidências científicas não confirmam estsas estratégias.

Contudo, sabemos que um dos principais sintomas de ressaca são desidratação e os efeitos tóxicos do álcool.
Além disso, há provas de que o sistema imunitário é alterado e isso poderá ser o motivo da dor de cabeça, da náusea e do cansaço.

A norma é,quanto mais álcool beber, pior será sua ressaca no dia seguinte.
Com a exceção de seja uma pessoa que não tenha por hábito sofrer de uma ressaca, o que existe comprovadamente de acordo com alguns estudos, embora não se saiba o motivo para isso.

As duas causas principais para uma ressaca severa são: beber muito álcool e beber muito rápido.

Misturar bebidas ou tomar coquetéis pode levar também a consumir mais álcool – e isso pode piorar a ressaca.

Além disso, algumas bebibas aparentam ter um efeito posterior pior do que outros.

Além da intoxicação causada pelo álcool, há outros componentes que afetam o nível da ressaca – os chamados congêneres.
Estas são substâncias não-alcóolicas produzidas durante a fermentação, como acetona, acetaldeído e taninos, que mudam as cores das bebidas e lhes dão sabores diferentes.

Bebibas claros, como a vodka, têm menos congêneres do que os mais escuros, como o whisky.

Ou seja, misturar bebidas claras e escuras pode fazer com que se sinta mais enjoado do que se tivesse consumido apenas bebibas claros.

Concluindo, as evidências científicas apontam que o motivo da ressaca não é da mistura em si, mas sim de beber demais ou de uma quantidade mais elevada de congêneres na sua bebida.

Deixe uma resposta

Back To Top